Opção: óculos cor-de-rosa

Escrito por Thaís Bechara. Publicado em Blog.

Notícias ruins não faltam! Basta abrir um jornal ou ouvir um programa jornalístico que logo aparece uma morte trágica, um acidente catastrófico, uma mentira revelada, um abuso qualquer. E, nos tempos atuais, essas coisas não ficam só na televisão! Quem já não foi vítima de alguma injustiça ou violência?

Pois é! Não está nada fácil sobreviver com essa energia negativa  muito próxima de nós!

Sendo assim, vamos mudar o ritmo desta conversa! Não vamos deixar as coisas  prejudiciais tomar conta de nós. É hora de pensar positivamente.

Preste atenção a sua volta e veja que é possível vermos pessoas determinadas em acolher os desfavorecidos, distribuindo carinho sem pedir nada em troca.

É possível também observar quantas gentilezas são oferecidas no nosso dia-a-dia. Sim! Ainda ouvimos pessoas agradecendo com gestos e palavras. Expressões como “bom dia”, “até amanhã” e “por favor” faz parte do vocabulário de muita gente.

Maridos levam flores para suas esposas.

Pais e filhos trocam olhares carinhosos.

Cuidados com os mais velhos são oferecidos.

Ajudas são dadas voluntariamente.

Professores  fazem a diferença na vida de um aluno.

Alunos tornam seus professores em seres especiais.

Chefes  conhecem a importância da valorização de seus subordinados.

Dias cinzentos estão presentes no calendário da vida, mas, nem por isso, vamos só enxergar o que está triste e descuidado.

Está na hora de ressaltar o óbvio e considerar importante as boas ações, as doces palavras, os carinhosos afetos recebidos, a ternura de um gesto feito, o reconhecimento da verdade revelada, as boas vibrações enviadas.

Pode acreditar que resgatar esse  comportamento  otimista não significa ser um extra terrestre que vive no planeta Terra alienado, mas sim, ser um ser humano, que apesar das tristezas anunciadas, consiga buscar recursos internos para se encantar com a simplicidade da  beleza da vida.

É só mais um jeito de ver o mundo um pouco mais cor-de-rosa, nas horas em que esse cenário não se mostra tão colorido quanto gostaríamos que estivesse.

Podemos ser diferente! Podemos fazer  a diferença!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Conversando com Educação - 2013. Desenvolvido por