Reclamar vai resolver?

Escrito por Thais Bechara. Publicado em Blog.

 

Como está difícil viver nos tempos atuais!

Se a situação está “assim”, muita gente reclama só porque não está do outro jeito.

Pessoas reclamam que  para ter um bom carro, uma casa confortável e viajar uma vez por ano precisam trocar o estilo de vida que desejariam ter, pelas  horas incontáveis de trabalho!  Outras pessoas reclamam que tem tempo ocioso e não ganham o suficiente para desfrutar o melhor da vida.

Pais reclamam que a comunicação com os filhos está cada vez mais difícil, mesmo vivendo uma época onde nunca foi tão fácil saber de tudo o que acontece no mundo, no país, no estado, na cidade, na rua e em casa.

A geração mais nova reclama da intromissão dos pais na vida deles, enquanto pais e mães não conseguem interagir com seus filhos, porque é oferecido uma dose exagerada (ou insignificante) de atenção, carinho, preocupação e afeto.

O mundo está cheio de insegurança! Diferenças, preconceitos, achismos, restrições, falta ou excesso de liberdade...

Na escola, há reclamação se o professor passa lição de casa, mas, se naquele dia, não tem tarefa, isso também é motivo de protesto.

Na sala de Coordenação, é motivo de preocupação o 2º Ano B, porque é uma classe muito silenciosa. No entanto, o 2º Ano A,  que tem muitos alunos desassossegados, também causa muita inquietação.

No pátio, se a brincadeira é dirigida, pode crer que sempre haverá aquela pessoa que reivindicará a brincadeira livre.

Família, meu doce predileto

Escrito por Conversando com Educação. Publicado em Blog.

Hoje, Conversando com Educação convida para a leitura de um trecho do livro "O Arroz de Palma", de Francisco Azevedo.  Neste texto simples, claro e afetivo você e sua família se  reconhecerão.

"Família é prato difícil de preparar.

São muitos ingredientes.

Reunir todos é um problema...

Não é para qualquer um.

Os truques, os segredos, o imprevisível.

Às vezes, dá até vontade de desistir...Família é prato que emociona.

E a gente chora mesmo.

De alegria, de raiva ou de tristeza.

O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita.

Bobagem!

Tudo ilusão!

Família é afinidade, é à Moda da Casa.

E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito.

Há famílias doces.

Outras, meio amargas.

Outras apimentadíssimas.

Há também as que não têm gosto de nada, seria assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha.

Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo.

Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.

Enfim, receita de família não se copia, se inventa.

A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia.

Muita coisa se perde na lembrança.

Aproveite ao máximo.

Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete!

Família:

Feliz quem tem e sabe curtir, aproveitar e valorizar..."

 

http://franciscoazevedo.com/o-arroz-de-palma

 

 

Conversando com Educação - 2013. Desenvolvido por