Sala dos professores: se este lugar falasse...

Escrito por Conversando com Educação. Publicado em Educadores.

Um lugar...um espaço...o coração da escola...

O protagonista é o professor que dá vida a esse espaço, tornando-o um lugar de aprendizagem.

É um espaço que ora tem reunião pedagógica, ora tem comemorações (aniversários, nascimentos, casamentos, aumento de salário etc.).

Ora tem conversas sérias sobre situações de aprendizagem e ensinagem, ora tem risadas, brincadeiras e novidades.

Se no quadro de avisos aparecem os elogios, é também na sala dos professores que a bronca é dada.

É um lugar de todo mundo, mas que guarda a particularidade de quem ensina e de quem aprende.

Ao mesmo tempo que segredos são guardados, alguns comentários e certas sutilezas são revelados sem o devido cuidado.

É lugar do giz, do apagador, do computador, dos tablets, da mesa de reunião, do sofá, dos armários, do material pedagógico, dos livros, das lições, das provas e das notas.

 É nesse lugar que tem espaço para as discussões, reflexões, reivindicações, onde pairam alegrias e angústias; reconhecimento e falta de valorização; objetividade com subjetividade; empatias e antipatias; verdades camufladas e mentiras expressadas; conversas interrompidas e reuniões intermináveis; planejamento anual contemplado dia após dia.

Sala onde se discute e se fala de tudo o que acontece na escola e fora dela. É um espaço democrático, pois recebe professores, alunos, família, equipe técnica, inspetores e funcionários em geral.

Se alguém quiser se esconder na escola que não seja na sala dos professores!

Sabores e dissabores fazem parte do cardápio escolar e os ingredientes estão disponíveis na sala dos professores. Entre um gole de café e um pão queijo, surgem linguagens pedagógicas, ideias criativas, troca de saberes revelando assim a identidade   do espaço da sala dos professores.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Conversando com Educação - 2013. Desenvolvido por