Outono / Inverno Brasil 2013

Escrito por Sônia Licursi. Publicado em Pais e Filhos.

Nós brasileiros mudamos de estação! As atitudes dos jovens coloriram o Brasil com novos tons!  A rede social foi o meio de comunicação e organização eficaz para as mobilizações e manifestações vividas por todos nós.

Vimos um Brasil questionador, consciente das necessidades sociais, políticas e econômicas.

Somos um país novo e nossa democracia amadurece.

Alguns analistas políticos leem como um movimento novo, diferente das Diretas Já, Caras Pintadas, mas eu acredito que é um processo democrático e com demandas específicas.

As insatisfações foram expressas, os jovens tomaram atitudes e foram apoiados pela sociedade. Valeu o direito de protestar com segurança, o respeito, o dizer não a violência e convocar as autoridades públicas para as suas responsabilidades com a sociedade. O movimento tinha pautas respaldadas por nós brasileiros que cumprimos nossos deveres e obrigações e não estamos sendo atendidos em nossas necessidades.

No inicio, alguns veículos de comunicação só focaram a baderna, mas, depois tomaram ciência do que realmente estava acontecendo. Foi interessante ver esse processo acontecer e, muito rapidamente, os equívocos foram sendo revelados e houve reposicionamentos.

Foi bonito contemplar a bandeira partidária nomeada de “Pacificação”, nascida com o movimento Passe Livre como resposta violenta da polícia.

Que bom que nossos analistas políticos, governantes e instituições brasileiras foram lendo as reivindicações. As resistências surgiram, mas não mais com a mesma força, pois os argumentos foram coerentes. Nossos jovens sabem falar, escrever e se manifestar. O significado das palavras foi dando sentido às atitudes e foi crescendo o posicionamento social e político dos brasileiros.

É bem verdade que alguns cartazes apresentavam erros ortográficos, mas a comunicação estava garantida, pois sabemos o que é bom e o queremos. Ordem e justiça são ingredientes da democracia.

É bem verdade que assistimos situações de medo e vandalismo, mas o que faltou foram atitudes adequadas das instituições responsáveis e treinadas para agir e coibir excessos. Quanta desigualdade social!

Foi interessante ver o povo com seus aparelhos eletrônicos registrar o momento histórico, descobrir e informar o que estava acontecendo, sinalizando que as manifestações eram pacíficas.

O caminho da democracia é irreversível, os protestos estão trazendo mudanças e reposicionamentos sem medo de ser feliz e não mais submetidos aos regimes autoritários.

Não podemos mais silenciar!

Antes tudo era proibido, mas apesar desse tempo ser um passado recente e restar pessoas com velhos costumes, a transformação já está acontecendo.

Bonito foi ver as crianças do Brasil participando desse ensaio democrático! Elas querem mudanças!

Há uma nova ordem! Acertos e atitudes virão por aí!

 

A não violência é uma escolha que podemos fazer todos os dias?

 

Leia também texto de Jeanne Callegari ”O poder da não-violência” da Revista Vida Simples, agosto/2013, p. 42     www.revistavidasimples.com.br

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Conversando com Educação - 2013. Desenvolvido por